quinta-feira, 7 de abril de 2011

Não Me Rotulo


Sempre fugi dos rótulos, Nunca me defini apenas por algo, sempre estive aberto a experimentar o novo, por isso nunca me prendi a rótulos.
Gosto de rock roll, mas não me definiria como roqueiro,meus amigos pagodeiros talvez pesem que sou e até me chamam de roqueiro, mas meus amigos que têm o rock roll como filosofia de vida talvez me considerem mauricinho( pela forma de vestir). Musicalmente na verdade sempre me defini com ECLÉTICO, mas isso deixa uma gama de opções e definições, talvez eu devesse dizer que sou ECLÉTICO COM BOM GOSTO!
Não vai ser impossível você me ver dançando um samba, não tenho ojeriza ao axé music, nem tenho ânsia de vômito quando escuto um sertanejo, Se for BOM eu até escuto. Claro que raramente você vai encontrar entre os meus CDS um que toque estes estilos.Mas não concordo que quem curte IRON MAIDEN não escuta Evril Lavigne.
Não sou católico, também não sou ateu, nem sou evangélico...Acho que Deus não precisa que eu siga um "pastor" para que aceite ele, até por quê nunca gostei de ser "ovelha" e não acredito que um homem igual a mim saiba o que Deus quer que façamos de nossas vidas. Se existe um "Manual"( a Bíblia) basta que eu siga as instruções!
Costumo dizer que não sou fanático por nada, aliás o fanatismo me cansa. Odeio pessoas que tem a CERTEZA de algo, simplesmente por que acham que teorias ciêntificas ou palavras divinas dizem que É ASSIM!
Os rótulos criam estereótipos pelos quais você é avaliado e avalia as pessoas. E assim as vezes você já avalia as pessoas antes mesmo de conhece-las.
Talvez existam pessoas que de tão pobres de espírito e inteligência nescessite de um rótulo para se auto definir. São os fanáticos por um time de futebol, por um estilo de vida, por um estilo musical, por uma religião, por uma ideologia politica ou um partido.Estes não enxergam além da viseira que o seu objeto de adoração os deixa enxergar.São como cavalos que puxam carroças que não enxergam o que acontece a sua volta, apenas o caminho que o carroceiro quer que ele enxergue.
Sempre estive aberto a mudanças, sempre esperei aprender mais e assim separar o que me é útil para minha caminhada neste mundo.
Minha profissão não me define, mas é algo que faz parte de mim, a condição de pai não me define, mas é algo que não posso tirar de mim.
Sou um, composto de várias partes, são estas partes que me definem, mas sem rotular.
Costumamos criar personagens para interagir com as pessoas , então temos o palhaço, o introspectivo, o sério, o conquistador, o pacificador, etc.
Escolhemos a hora de usar cada uma destas facetas de nossa personalidade.
Algumas pessoas dirão que nóss nunca nos mostramos como somos realmente, mas eu acho que a não ser quando queremos esconder algo, nós nos mostramos sim, mostramos a personalidade que melhor se encaixa na situação.
Não me rotulo, então NÂO ME ROTULE!
Eu sou oo que você vê e o que eu mostro a você, mas depende do que você quer ver!

3 comentários:

  1. Definitivamente sou tua fã.
    Bjão


    Lunna

    ResponderExcluir
  2. "Os rótulos criam estereótipos pelos quais você é avaliado e avalia as pessoas".
    Falou tudo!

    ResponderExcluir